O Espetacular Homem-Aranha 2

Andrew Garfield e Emma Stone retornam como Peter Parker e Gwen Stacy no Blockbuster de verão que dá seqüência à franquia reiniciada em 2012.

Em meados de Maio a indústria cinematográfica entra no período dos lançamentos de verão, de acordo com o calendário dos EUA, em que os principais filmes de alto orçamento dos grandes estúdios são lançados. O formato é o mais formulaico possível: filmes com ação, comédia e romance na medida certa, e classificação indicativa livre para atrair desde crianças até adolescentes e seus pais.
Seguindo esse formato, O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Eletro busca obter a mesma aprovação da crítica e o mesmo sucesso nas bilheterias de seu precedente. Por enquanto, tem falhado na missão. Após uma abertura razoável, o filme sofreu com uma queda severa de público no mercado americano entre a primeira e segunda semana de exibição, e os números internacionais, apesar de nada desprezíveis, não correspondem às expectativas.
 A crítica também não tem sido amigável com Peter Parker e Cia., o Rotten Tomatoes, por exemplo, calculou apenas 53% avaliações positivas entre seus críticos gerais, contra os 73% do original. Resta investigar se as avaliações negativas se fundamentam em avaliações técnicas, ou gostos pessoais.
Andrew Garfield e Emma Stone retornam como Peter Parker e Gwen Stacy.
Efeitos especiais e clichês

Um clichê não é algo necessariamente ruim. Quando algo se torna clichê – seja uma cena no roteiro, um tipo de enquadramento ou um determinado efeito especial, – significa que deu certo mais de uma vez e que pode dar certo novamente, se bem utilizado. O problema começa quando um roteiro se apóia tanto em clichês que a história fica pesada e cansativa.
Os problemas de roteiro são denunciados logo no início do filme. Após uma seqüência de ação que revela os últimos momentos do desaparecido casal Parker – e em que Richard Parker (Campbell Scott) se mostra mais próximo de um Rambo do que de um cientista -, encontramos Peter como Homem-Aranha perseguindo bandidos pelas ruas de Nova Iorque. Ouve-se o rádio da polícia, que informa que os bandidos estão tentando roubar uma carga de plutônio radioativo. Está armado o terreno para o primeiro grande deslize do roteiro. Ao abrirem o compartimento onde estão armazenadas dezenas de cápsulas do tal plutônio radioativo, os bandidos (e consequentemente a platéia) são alertados por uma voz feminina vinda da máquina de que “o plutônio radioativo é altamente explosivo”. É evidente que as múltiplas cápsulas explosivas se transformarão em um desafio para o nosso herói, mas essa não é a questão. A questão é que uma das regras básicas de um bom roteiro é que tudo o que puder ser mostrado, ao invés de narrado, é mais eficiente, e a dupla informação, tanto o rádio da polícia quanto a voz do controle de segurança, acabam sendo cansativas e supérfluas.
A conclusão da cena não melhora a situação. Aparentemente, todas as viaturas da polícia estão em perseguição aos bandidos, e quando os primeiros da fila freiam, os que vêm atrás batem uns nos outros, ou seja, mais um clichê que já perdeu a graça. Estes são apenas alguns detalhes que denunciam um roteiro que não fornece um desenvolvimento satisfatório tanto para os dois vilões, Eletro (Jamie Foxx) e Duende Verde (Dane DeHaan), quanto para os heróis. Tia May (Sally Field), coitada, parece que foi jogada no filme de qualquer jeito somente para cumprir tabela.
Os efeitos especiais do filme são incríveis, mas é decepcionante que não haja um equilíbrio entre empolgantes cenas de ação e um bom roteiro, como outros filmes de super-heróis já conseguiram alcançar, mas esse Homem-Aranhadeixou – e muito – a desejar.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s