Um parto de viagem.

O estilo de Um parto de viagem (Due date) lembra muito Se beber, não case (The hangover), que foi, me arrisco a dizer, a comédia de maior sucesso de 2009. E não é à toa: apesar de não compartilharem os mesmo roteiristas, eles compartilham o mesmo diretor, Todd Phillips. As situações absurdas que marcaram Se beber, não case estão de volta em Um parto de viagem, mas não são, contudo, o principal fator em comum entre os dois filmes. Zach Galifianakis traz de volta pelo menos 90% de seu personagem no primeiro, Alan Garner, para compor o aspirante a ator Ethan Tremblay, no segundo.

Robert Downey Jr. e Zach Galifianakis em cena.

Apesar de já estar na carreira há muito tempo, Zach Galifianakis somente se tornou um ator vastamente conhecido e admirado com Se beber, não case, em que interpreta o cunhado destrambelhado e meio drogado do noivo que sai para Las Vegas em sua despedida de solteiro. O personagem não possui grandes habilidades de interação social, apesar de morrer de vontade de se enturmar. Em Um parto de viagem, ele dá vida a um aspirante a ator destrambelhado e meio drogado, que não possui o menor jeito para fazer e manter amizades. Parecido? Quase igual. E assim também é a interpretação de Zach.

Não quero dizer que Zach Galifianakis não é um bom ator. Sua interpretação é muito boa e rende ótimas risadas, mas se ele continuar fazendo sempre o mesmo papel, o risco de tornar-se cansativo é muito grande. Não sei se ele ainda se provará um ator versátil. É possível, mas eu duvido. E não será por falta de talento, mas por oportunidades. Como já se provou um excelente ator de comédia – principalmente como personagem excêntrico, a tendência é que seja chamado majoritariamente para esse tipo de papel. Grande parte da responsabilidade pela semelhança entre os personagens de Zach em Se beber, não case e Um parto de viagem é do diretor, comum aos dois filmes. Quanto a isso não há dúvidas. Ainda assim, temo que Zach não fará papéis muito diferentes desses, mesmo sob outro estilo de direção. Se essa minha hipótese se provar falsa, contudo, ficarei imensamente feliz.

Enfim, Um parto de viagem é muito engraçado. Alguns moralistas podem chiar com as cenas politicamente incorretas, como naquelas em que o personagem de Robert Downey Jr. bate em uma criança e cospe na cara de um cachorro, mas o politicamente incorreto também faz parte da vida. A propósito, Robert Downey Jr. está ótimo no filme. Percebe-se um quê de Homem de Ferro em seu personagem, o arquiteto Peter Highman, mas muito sutil. E é muito gostoso vê-lo em um filme de comédia. Se estiver afim de rir, assista.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s